quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Programa de Qualidade/ Empresa Tradicional/ Empresa de Gestão por Processos

A implantação de um programa de qualidade numa organização, quando se faz presente, visa atingir, “selo de qualidade”, novos horizontes, e, sobreviver no acirrado mundo dos negócios. E para que isso aconteça, com êxito, é imprescindível a participação de todos colaboradores como protagonistas, para garantir a qualidade em cada posto de trabalho. E mais, pra vislumbrar um futuro de sucesso, uma plausível qualidade nos métodos da gestão, tem que haver também a total parceria dos clientes e fornecedores. O cliente, então, está em primeiro lugar nessa empreitada, até porque a qualidade é voltada inteiramente para a sua satisfação. E como ele é o principal interessado, o mesmo fará julgamentos, dando ou não a sua aprovação no “selo de qualidade”.
A qualidade deve estar em toda a empresa: qualidade do serviço, qualidade do trabalho qualidade da informação; qualidade de todos os processos que envolvem a organização. E pra que isso aconteça não pode haver centralização; deve haver delegações de responsabilidades com responsabilidades entre os seus membros. E pelo que nota-se nas organizações tradicionais, a descentralização de comandos é escasso, quando não totalmente desprovido. No mundo de hoje, isso não cabe mais como modelo de gestão. Pois como diz o ditado: “duas cabeças pensam melhor do que uma”. Agora imagina várias cabeças em prol de um mesmo objetivo que é o sucesso da organização; se não for isso, o fracasso é quase que inevitável. Enfim longe do modelo tradicional o colaborador, o colaborador de atitudes inteligentes, tem outro comportamento. Pois ele sabe que se a organização vir a adoecer ele pode vir a adoecer solidariamente ou não. Por isso, imbuído dessa consciência, consciente da sua importância dentro da organização, a sua atitude o leva a querer fazer parte criativamente e efetivamente em todo esse processo, gestão por processos, que é a tendência da atualidade.

Fonte de pesquisa Minhas fontes foram o Dicionário Aurélio, Wikipédia, no  caso a fórmula de Einstein, e Filosofia Geral e da Educação, de Janes Fidélis Tomelin e Norberto Siegel

Nenhum comentário:

Postar um comentário